RITMO DE REGGAE NO VIOLÃO

O Reggae é um gênero musical que surgiu na Jamaica e seu ritmo ganhou adeptos em todo o mundo. Existem muitas músicas nesse ritmo e é muito interessante aprender a tocá-lo no violão. Então, conheça um pouco mais sobre o ritmo de reggae e aprenda a tocá-lo. Não perca!

 RITMO DE REGGAE

Veja a aula abaixo:

 

A principal característica do reggae é o contratempo.   Quando tocamos uma música que está em 4/4, significa que esta música terá quatro tempos por compasso. Todo compasso possui tempos fortes e tempos fracos. No compasso 4/4 os tempos fortes são o 1 e o 3, e os tempos fracos são o 2 e o 4.  Observe a figura abaixo:

 COMPASSO 4x4

O padrão rítmico mais comum do Reggae envolve em fazer batidas para baixo sem haver alguma acentuação na base. No compasso de 4/4, a batida é feita para baixo onde está representado pelo +, enquanto faz a contagem. Veja na figura abaixo:

  RITMO REGGAE

O segundo padrão rítmico mais comum do Reggae envolve ligeiras variações. Em vez de apenas batidas para baixo, agora também tem batidas pra cima alternativamente, sem acentuação. Veja na figura:

BATIDA REGGAE

É possível tocar várias músicas de reggae no violão com os padrões básicos apresentados, bem como algumas modificações e batidas mais trabalhadas.

A HISTÓRIA DO REGGAE

Reggae é um gênero musical que surgiu na Jamaica com um tipo de música originada da música folclórica jamaicana junto ao Ska e ao Rocksteady, estilos muito populares na Jamaica no final dos anos 1950 e início dos anos 1960.

Uma mistura de vários estilos e gêneros musicais apresenta um ritmo dançante e suave, porém com uma batida bem característica. A característica principal da temática do reggae é a crítica social, envolvendo questões sobre desigualdade, preconceito, fome e outros problemas sociais. Porém, atualmente existem muitas outras visões do reggae que não se restringem à esses fatores, envolvendo outros temas ou sendo apenas o ritmo de uma determinada letra de música.

ORIGEM DO REGGAE

O auge do reggae ocorreu por volta da década de 1970, quando este gênero espalhou-se pelo mundo. Jimmy Cliff e Bob Marley tornam o reggae um estilo musical de sucesso no mundo todo.

Em 1985, uma categoria intitulada “Melhor Álbum de Reggae” foi introduzida no Grammy Awards, consagrando de vez o gênero perante todo o mundo.

 O REGGAE NO BRASIL

A chegada do Reggae ao Brasil ainda é um assunto um pouco nebuloso devido ao fato de não existir nenhum estudo histórico detalhado sobre o tema. Porém, alguns caminhos possíveis podem ser seguidos para tentar entender como esse estilo musical desembarcou em nosso país.

REGGAE NO BRASIL

O primeiro contato do público brasileiro com o Reggae é simbolizado pela visita de Jimmy Cliff ao país, em 1969, para participar do Festival Internacional da Canção (FIC).

Em 1972, Caetano Veloso gravou “Nine out of ten”, lançada no Brasil em 1972 e a música foi considerada um marco na história do Reggae no Brasil; não necessariamente por SER um Reggae, mas sim por ser a primeira vez que uma música brasileira toca alguns compassos de reggae, uma vinheta no começo e no fim.

Gilberto Gil também se arriscou na linguagem do reggae em 1977, mas não se jogou totalmente no gênero. Porém, logo em seguida, gravou a música “No woman no cry”, de Bob Marley, e a versão se tornou um grande sucesso no Brasil, com mais de 500 mil cópias do compacto vendidas. Mas foi na região norte do Brasil que o reggae chegou com mais força.

Nos anos seguintes, os primeiros álbuns começaram a ser lançados no Brasil e, junto com a visita de Bob Marley ao país em 1980, o estilo começou a decolar de vez por aqui.

CURIOSIDADE

Em 2012, trinta e um anos após a morte de Bob Marley, a presidente Dilma Rousseff decidiu homenagear o músico jamaicano instituindo o Dia Nacional do Reggae. A data é comemorada no dia 11 de maio, mesmo dia em que o cantor morreu aos 36 anos.

O texto distribuído pelo Palácio do Planalto para divulgar a decisão dizia que nesta data “se homenageará o ritmo musical difundido mundialmente por Robert Nesta Marley”.

Veja também “DICAS PARA TOCAR BEM NAS BATIDAS E RITMOS”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos. Curta nossa página no Facebook!

danieldarezzo

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *