RITMO DE VALSA NO VIOLÃO

A valsa é considerada por muitos músicos como um ritmo fácil de tocar. E por esse motivo é um dos primeiros ritmos e batidas que se aprende no violão.  Provavelmente você não terá dificuldades em aprender. Então, conheça um pouco mais sobre o ritmo de valsa e aprenda a tocá-lo. Confira!

RITMO DE VALSA

A valsa pode ser tocada facilmente apenas com movimentos de polegar e indicador para baixo e para cima, somados a alguns acordes. Existem também muitas outras técnicas utilizadas na valsa de violão como o dedilhado, a puxadinha, a palhetada alternada e várias outras.

Veja a aula baixo:BOTAO_SETA

 

 

A HISTÓRIA DA VALSA

A valsa é um tipo de dança clássica que se originou no meio campestre da Alemanha e da Áustria, no inicio do século XIX, inspirada em danças como o minueto (dança na qual os pares dançavam separados) e o laendler (dança campestre).

A palavra “valsa” tem origem na palavra alemã “waltzen” que significa “girar” ou “deslizar”. A valsa surgiu primeiramente como uma dança, sendo posteriores as composições das valsas como música. Possui compasso ternário, ou seja, tem três tempos, sendo o primeiro tempo forte e os demais fracos.

 

Ao contrário das danças existentes até então; onde o par dançava separado ou com os braços esticados e as mãos pousadas nos ombros um dos outros; a valsa implicava um contato físico muito próximo e por esse motivo, a princípio, a valsa era vista como vulgar e até imoral pelas classes sociais mais altas e pela aristocracia. Por outro lado, a intimidade da valsa era algo que agradava a muitas pessoas, principalmente aos jovens.

História da Valsa

A valsa era proibida em alguns países europeus, como na corte Alemã e partes da Inglaterra, mas ganhava cada vez mais adeptos nas camadas populares, e a sua popularidade e aceitação continuou a crescer ao longo de todo o século XIX, até então ser aceita em todo o mundo.

O maior compositor de valsas foi o vienense Johann Strauss II, considerado o “rei das valsas” com mais de duzentas composições. Outros músicos de renome nesse gênero foram Weber, Chopin, Ravel e Brahms.

A VALSA NO BRASIL

A valsa chegou ao Brasil em 1816, trazida pelo músico e professor Sigismund Neukomm, ao qual ensinou composição e harmonia ao príncipe D. Pedro.  Arquivos constam que as primeiras valsas compostas no país são de autoria do Imperador do Brasil, D. Pedro I.

A valsa vienense, introduzida então no Brasil, fez sucesso não só entre a nobreza, mas em todas as classes sociais, difundindo-se também na música popular e folclórica dando origem, inclusive, a outros ritmos, como as populares serestas.  Vemos aqui no Brasil, uma mistura da valsa com o choro, o samba e o MPB, em música cantada ou instrumental em versões originais ou subsequentes no repertório de alguns compositores brasileiros, como Villa Lobos, Carlos Gomes, Ernesto Nazaré, Chiquinha Gonzaga, entre outros.

Ainda hoje, no Brasil, dançar valsa é uma tradição insubstituível em bailes de debutantes, formaturas e casamentos.

valsa no Brasil

A valsa divide opiniões quanto à preferência de muitos, mas para quem está aprendendo a tocar violão é importante ser eclético e aprender a maior quantidade de ritmos, técnicas e coisas possíveis para aumentar o seu potencial de execução e criação de músicas e solos de violão. Por isso mesmo vale a pena aprender!

Veja também “DICAS PARA TOCAR BEM NAS BATIDAS E RITMOS”.

Deixe seu comentário, dicas e sugestões. Pesquise em nosso Blog e compartilhe com os amigos! Curta nossa página no Facebook!

danieldarezzo

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *